Todos os dias as pessoas pensam em mudar o mundo através de grandes feitos mas não se modificam, esquecendo que se não mudarmos as pessoas, não mudaremos o mundo.
E quem melhor para mudar do que nós mesmos? As pequenas atitudes do dia-a-dia – dar passagem no trânsito, um simples sorriso – fazem com que nossas atitudes em relação ao meio ambiente também mudem com o tempo.
Precisamos entender que o impacto de nossas atitudes são imensos, e não nos damos conta disso.
Em 1986 William Rees e Mathis Wackernagel criaram um conceito chamado “pegada ecológica”, um indicador que compara a utilização de serviços e recursos naturais com a capacidade que a Natureza tem para efetuar a sua reposição, traduzindo em hectares a área média que um cidadão necessita para suportar as suas exigências diárias na terra.
(1 hectar = 2 campos de futebol lado a lado).
Você tem idéia de quantos hectares por dia você “consome” em nosso planeta e quais as conseqüências disso?
Um americano “consome” 10 hectares. Um brasileiro 4 e um africano, 1/2. Mas se todos temos os mesmos “direitos” em ralação ao consumo, e se trabalhamos tanto para isso, sabe quanta terra precisaremos, se todos os habitantes consumirem os mesmo 10 hectares que os americanos? 3 a 5 planetas terra.
E essa é a boa notícia. A má, é que mesmo que existissem 3 ou 5 planetas, com esse consumo eles durariam nada mais que 10 anos ou menos…
O que cada um poderia fazer para melhorar? O que vai acontecer se não fizermos nada?
Sabia que para que sejam produzidos 250 quilos de carne bovina, é preciso de uma área equivalente, no mínimo, a 4 campos de futebol?
Será que você não está consumindo muito e errado?
Bom pra ajudar a dar uma pensada, veja esse vídeo. Você pode não concordar com 100% dele, mas com certeza vai te fazer pensar…

Como disse o Monge Budista Tibetano Dalai Lama, “Os homens passam a vida gastando sua saúde para ganhar dinheiro. Depois gastam seu dinheiro para recuperar a saúde. Vivem numa ânsia de consumo como se nunca fossem morrer. E acabam morrendo, sem nunca terem vivido… Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver”.