Esta semana as turmas encerraram as atividades letivas. Para quem não ficou de recuperação, as merecidas e esperadas férias. O Fundamental II, tradicionalmente realiza as Olimpíadas, enquanto o Fundamental I tem festividades nas próprias salas de aula e o Infantil se esbalda com a chegada do Papai Noel.
Esse ano, o destaque foi a despedida do 9º ano, com direito a discursos, muito choro de “pré-saudades” e um bonito sentimento de missão cumprida.

“Enfim… Chegamos juntos à grande final de uma etapa… Uma etapa que começou desde nossos primeiros dias de aula. Mas que se encerra hoje. Uma etapa longa, porém divertida e como a vida, é feita de chegadas e despedidas, tem-se a hora de dizer Adeus!
Até aqui chegamos juntos, a partir de agora, cada um seguirá o seu caminho. Muitos caminhos surgem, cada um vai para o seu lado, alguns permanecerão mais um tempo juntos, outros trilharão seus futuros distantes.
Chega uma hora que a mudança faz-se necessária e irreversível e isso não temos como mudar, temos apenas que aceitar.
Este ano, o mais esperado, foi onde realmente senti o desabrochar de nossas amizades, o convívio gostoso do dia-a-dia o reencontro todas as manhãs, o contar hora a hora e a cumplicidade de todos. E todos esses momentos que vivemos juntos, tornam-se apenas lembranças.
Lembranças para lembrá-los de algo que não poderão esquecer… Essa eterna e única amizade. Queria dizer que realmente o que conta é a “AMIZADE” que conquistamos, esta não precisa ser esquecida… Talvez nos “esbarremos” por estas estradas da vida, então não deixemos de nos cumprimentar. E ao criar novas amizades, é valido lembrar que cada laço feito, é único e se ressalta dos outros por suas diferenças. E se algum dia vocês pararem para refletir se valeu a pena, quero apenas que lembrem-se por tudo que passamos juntos, todas as bagunças e zoações. Luís, nenhuma outra sala te chamará de “Tourão”, assim como o Nogueira de “Cotonete” e o Machado de “Mixerô”.
As grandes explicações do Gandolfi nunca mais serão ouvidas e nenhuma outra sala fará uma música para o Mateuzinho. O Mazzali poderá não ser mais o piadista da sala e nenhuma outra sala terá uma mosca viva como mascote… E são estes momentos que tornarão sim, lembranças, lembranças para deixar saudades…
Quero desejar a esta sala muita paz, saúde e sorte nos estudos, aliás nossas vidas estão apenas começando.
E lembre-se sempre, uma boa e verdadeira amizade vale mais que tudo, não tem dinheiro que compre, acordo que se faça, basta mantê-la. Que sejam felizes nessa próxima etapa…Não só vocês mas todos aqui presentes. E os fora desta família mas sempre presentes, quero agradecer por fazerem parte da minha vida. Aos laços que criei fora desta sala, quero me despedir e desejar sorte!
E todos, lembrem-se para uma boa e verdadeira amizade, basta mantê-la.
Obrigada”. Aline Yuriko Hagy (formanda do 9º ano)

Após outro discurso, desta vez da nossa Orientadora, Profa. Jussara P. Rizzo que também arrancou choro até dos mais “durões” (eles vão ganhar de lembrança uma cópia desse discurso…) os alunos pediram a palavra e falaram linda e emocionadamente de improviso, agradecendo o trabalho, os professores, os funcionários e despedindo-se entre si, lembrando momentos únicos que viveram durante muitos anos de convivência.
No final do dia, uma mesa de comes e bebes e a entrega dos tão aguardados troféus para as salas e atletas que tanto se empenharam (e se divertiram) nas atividades esportivas e socioculturais organizadas pela Profa. Mônica Pedroso, da área de Educação Física. Como nas competições de xadrez, os troféus foram especialmente confeccionados em madeira para o evento, com o logotipo da escola e a modalidade premiada.
A todos, nosso desejo de felicidade, paz, saúde e um ano novo cheio de novas conquistas!